Resultado do PET: avanço da doença com preservação dos órgãos vitais

     O tratamento que iniciei depois do PET que fiz em junho não fez o menor efeito e a doença avançou um bocado. Na realidade, depois de ter esgotado todos os protocolos para casos como o meu, qualquer coisa daqui para frente é apenas paliativo, uma tentativa de bloquear o avanço da doença.
     Eu já sabia que isto poderia acontecer mas, nessa altura do campeonato, prefiro ter qualidade de vida do que um pseudo aumento no tempo de vida. Não tenho a menor vocação para ficar vegetando como uma cenoura em cima de uma cama. Só quero continuar viva enquanto eu puder fazer as coisas que gosto, enquanto puder interagir com as pessoas que amo, enquanto puder viajar, comer bem, tomar um bom vinho, apreciar as belezas da natureza...
     Eu já tinha negociado estas coisas com minha médica. Estou segura do que desejo para minha própria vida e fui taxativa ao dizer que prefiro reduzir pela metade minha expectativa de sobrevida, desde que seja com qualidade. Não tenho vocação para mártir e nem quero ser modelo de força e coragem e ficar sofrendo dia após dias, sem perspectiva de melhora para, no final das contas, acabar morrendo cheia de dores.
     A conclusão do PET que fiz agora em agosto mostrou que houve um aumento em torno de 50 a 70% no metabolismo das lesões já existentes e ainda surgiram novas lesões. Uma verdadeira festa maligna. Que merda! Mas, fazer o quê? Tenho que lidar com a realidade sem entrar em desespero.
     Considero, no entanto, que ainda estou no lucro tendo em vista que meus órgãos vitais continuam preservados. Considero isto uma grande vantagem.
     Eu já estava com uma viagem agendada para outubro e minha médica disse que posso continuar com meus planos. Não faz o menor sentido deixar de fazer o que gosto para ficar curtindo tristeza. Nessa altura do campeonato o melhor a fazer é viver intensamente enquanto ainda tenho tempo e energia para isto. Será apenas mais uma pausa para viajar.
7 Responses
  1. Anônimo Says:

    Minha linda
    O que fazer? Viver, viver e viver bem e feliz.
    Seus órgãos vitais preservados é o que te dá qualidade de vida.
    Viage, passeie, curta a vida e seja feliz.
    Todos nós devemos viver sempre assim, mas esse segredo só nos a turma dos oncológicos conhecemos.
    Tamos juntas! Muitos beijos e torcida. Bia


  2. Lou Says:

    Verdade Bia.
    Estou usando uma bomba que libera quimioterapia por 46 horas ininterruptas. Isto se dá a cada 15 dias, mas é o que tenho para o momento.
    Obrigada pela força.
    E você, como está?
    beijos carinhosos


  3. Entao.....vamos que vamos.....Boa viagem!!!!! Aproveita!!!! Um dia de cada vez!!!!


  4. Lou Says:

    É isso aí Vânia. Vamos que vamos...
    Vou aproveitar. Um dia de cada vez... É o melhor a fazer neste momento.
    Obrigada pela força.
    bjs


  5. Anônimo Says:

    Olá, so quero dizer que vc é uma grande inspiração pra mim. Minha mulher passa por uma luta semelhante a sua e nossa decisão é sempre a mesma coisa seus textos. Vamos viver o que temos pra viver. Obrigado! Força!


  6. Anônimo Says:

    Olá, so quero dizer que vc é uma grande inspiração pra mim. Minha mulher passa por uma luta semelhante a sua e nossa decisão é sempre a mesma coisa seus textos. Vamos viver o que temos pra viver. Obrigado! Força!


  7. Lou Says:

    Olá Anônimo. Obrigada pela força.
    E é isso mesmo: viver o que temos pra viver. Viver o hoje e ser feliz com o que temos nas mãos.
    Felicidade para você e sua mulher.
    Um grande abraço


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou