Hoje estou me sentindo feliz

Hoje estou me sentindo feliz, e são muitos os motivos para que eu esteja me sentindo assim. Vejam só se não tenho razão: ontem fui numa consulta com minha oncologista e ela, depois de conferir meus últimos exames, deu um largo sorriso, olhou para mim e disse que estou ótima, e a cada dia, melhor. E o melhor é que estou realmente me sentindo assim, quase saudável.
Os exames mostraram que a captação dos vários focos do câncer nos ossos estão todos sem atividade. Isto significa que o tumor já era, está mortinho da silva. Agora só resta um foco no esterno e ele já está com atividade reduzida. Os outros, que estavam espalhados por vários lugares do corpo, também deram no pé. Sumiram.
Ela disse que até enviou meu caso para um estudo porque sou a paciente oncológica que teve a melhor resposta com o uso do tykerb. Santo tykerb. Ainda bem que nós dois (eu e o tykerb) temos uma ótima relação. Quando acordo pela manhã, a primeira coisa que vejo é a caixa dele, aberta em cima da mesa de cabeceira, olhando para minha cara. Levanto com aquela preguiça de sair da cama, vou até ele e repito nossa conversa de todo santo dia: não gosto de remédio mas que vou tomá-lo. Em contrapartida, seu compromisso comigo é de cura. Combinado? Em seguida, encho um copão de água e engulo três de uma só vez. Repito a operação para engulir os outros dois comprimidos (que são enormes) e bebo mais água. Abençoada água.
Já vi que não tenho jogado conversa fora, ele está mesmo cumprindo o combinado! Muito bom.
Outra coisa boa aconteceu hoje pela manhã, quando fui fazer o zometa na clínica. É que no mês passado eu estava com a pulga atrás da orelha duvidando da qualidade do zometa que eu andava usando e pedi para ver a caixa do remédio. Hoje, quando a medicação chegou no box onde eu aguardava, eles levaram a caixa do zometa lacrada, sem que eu tivesse solicitado, e fizeram a infusão do remédio na minha frente. Isso tudo para eu ficar segura de que a medicação que estão ministrando na clínica vem de um laboratório credenciado. É um remédio de qualidade e não um similar vendido por laboratório clandestino.
Achei muito correta e louvável a atitude do pessoal de apoio do Instituto Luci Ishii. Aliás, acho que toda clínica deveria agir desta forma e mostrar ao paciente a medicação que está sendo usada. É um direito do paciente e dever da toda clínica.
De mais a mais, agindo desta forma, a clínica dá para o paciente a certeza de que seu tratamento poderá ser eficaz. Por outro lado, este procedimento reforça a credibilidade de qualquer clínica e todos ganham com isto: paciente e clínica. Nota dez para o Instituto Luci Ishii.
Infelizmente, volta e meia surgem denúncias mostrando clínicas usando remédios ineficazes, comprados em laboratórios de fundo de quintal. É um crime.
Notícias boas deixam-me com mais vontade de viajar, de viver. Agora é que vou mesmo conhecer a Escandinávia e a Rússia. Os preparativos estão a todo vapor.
4 Responses
  1. shan-Tinha Says:

    vivaaaaa!!!
    eu acredito e torço por vc!!!
    então minha querida planeje, quem sabe faz a hora!!!
    bjs!


  2. Anônimo Says:

    Tiaaaa!!!

    Tô aqui no trabalho, logo de manhã e já ganhei o meu dia! Sim, se vc vence, nós todos, seus amigos de sempre, vencemos tb! Ganhei meu dia e estou mt feliz! Vivaaaaa mesmo! Grande beijo com carinho,

    Carol


  3. duyimink Says:

    Thank you for sharing the info. I found the details very helpful.

    aromatherapy


  4. qeniwait Says:

    Good dispatch and this enter helped me alot in my college assignement. Gratefulness you on your information.

    paxil


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou