Esperando o resultado do PET

     Ainda bem que o médico me liberou do exame ao meio-dia na segunda-feira, pois a máquina só conseguiu ser consertada após as 16h. Era impossível ter aguardado tanto, mas ontem eu consegui  fazer o PET. Para variar, foi uma verdadeira novela mexicana a tentativa para puncionar minha veia. A primeira enfermeira tentou, tentou, mas não conseguiu. Chamou uma colega que também tentou e foi outro fiasco, então eu vi uma enfermeira que já havia conseguido puncionar minha veia em outro procedimento e a chamei. Ela veio toda sorridente e prestativa e comentou que realmente minha veia é um pouco difícil e muito profunda, mas bastou uma picada e o sangue jorrou vermelho na agulha. Ufa! Que alívio. Agora é só aguardar o resultado do exame que ficará pronto no sábado pela manhã.
     Hoje pela manhã matei minha vontade de comer meu pãozinho quente com café com leite. Cardápio tão bobo né, mas quando não como esta dupla pela manhã parece até que não tomei meu café da manhã. Aproveitei para comer também um pedaço de cuca que a Suzi preparou ontem. Hummm, estava uma delícia! No almoço comi arroz e achei ótimo. Como é bom poder comer um pouquinho de tudo, sem restrições. Não como muito, mas acho muito chato não poder comer isto ou aquilo.
     Das duas últimas vezes que fiz o PET pude notar que agora o exame é bem mais tranquilo e não é preciso ficar tempo demais na máquina. Das primeiras vezes que fiz este exame era um verdadeiro tormento, pois a posição na máquina era muito incômoda e demorava muito tempo. Meus braços e minhas costas doíam horrores. Agora eles colocam um apoio embaixo do joelho que ajuda a manter a coluna alinhada e sem dor e o tempo na máquina parece que reduziu bastante, pois não chego a sentir o braço doer embora ele fique esticado atrás da cabeça.
     Nada como a evolução da teconologia. A cada dia que passa as coisas vão melhorando e com isto melhora também a qualidade de vida dos pacientes. Ainda não perdi as esperanças de que a cura do câncer poderá acontecer em breve. A evolução no tratamento, desde que tive o câncer primário em 1998, é visível. Muitos remédios novos vieram para revolucionar o tratamento. Já estou sobrevevendo a várias metástases há mais de 7 anos e sou prova viva de que muito coisa melhorou. Aliás, a bem da verdade, não tenho a menor pretensão de morrer do câncer. Isto nem me passa pela cabeça.
     
    
3 Responses
  1. Oie!!!!!
    Vai dar tudo certo se Deus quiser. Eu vou p/Sp em julho fazer o PET/CT e conscidentemente o meu médico é o Dr.Fernando Maluf,estamos em boas maos.
    Bjs
    Vânia


  2. Anônimo Says:

    Mama, vc viverá mtos anos e aproveitará ainda mais a vida. O mundo é mto grande e vc tem q visitar tudo antes de partir. Além disso, não vivo sem vc!!!!!
    Os avanços da medicina realmente são fantásticos e logo logo essa doença não será mais um problema para a humanidade. se Deus quiser!


  3. Lou Says:

    Oi Vânia, que coincidência termos o mesmo médico. Fico feliz, pois confio muito no Dr. Fernando.
    Segunda-feira pego o resultado do PET, estou esperançosa.
    Boa sorte no seu exame também.
    bjs da Lou


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou