Resultado do Pet

Conforme eu já estava prevendo, porque conheço bem as reações do meu corpo, o PET confirmou o aparecimento de algumas metástases. Nada que não possa ser debelado com um novo protocolo de quimioterapia e uma dose de paciência. A boa notícia é que a metástase na vértebra está curada e isso é muito bom, pois minha coluna fica preservada.

Minha filha, a Raissa e alguns amigos ficaram mais preocupados do que eu com o resultado do exame. É ruim, mas não é o fim do mundo e muito menos um atestado de óbito. Essa doença é tinhosa mesmo e parece se divertir com esse vai e volta. O melhor é não se deixar abater com as recaídas e continuar vivendo cada dia com o entusiasmo de uma criança.

Ontem a Bárbara chegou com uma conversa de não comer chocolate, que ela adora, e também não beber vinho até que eu fique curada. Não gosto desse tipo de sacrifício, pois me sinto muito desconfortável com a situação, afinal não tenho controle total sobre a doença. Hoje tivemos uma conversa sobre o assunto e ela acabou reconsiderando, ainda bem.

Respeito as opiniões contrárias, até porque cada um tem todo o direito de agir conforme sua própria consciência e crenças pessoais, mas eu penso diferente e acabei escrevendo o texto abaixo:


Graças e Promessas


Não gosto de sacrifícios físicos, flagelos, sofrimentos

Lembram o período medieval e

Acabam sendo uma barganha que não me convence.

Não gosto de ver pessoas cumprindo promessas

Muitas vezes feitas por outros

Que não eles.

Sinto-me incomodada e desconfortável ao

Assistir alguém atravessando de joelhos, muitas vezes feridos,

Longas distâncias em locais de apelo religioso

Agradecendo uma graça alcançada ou fazendo um pedido difícil de ser alcançado.

Não seria mais útil ajudar alguém necessitado?

Não seria mais caridoso visitar aquele doente esquecido num quarto frio de hospital?

Não creio que Deus, em sua infinita misericórdia, exija sacrifícios físiscos de quem quer que seja

Apenas para conceder uma graça qualquer

O que Ele espera de nós é solidariedade, compaixão, amor.

2 Responses
  1. Issia Montes Says:

    Haaaaaaa eu concordo com cada linha do q vc escreveu.... Deus, em sua infinita misericórdia com toda certeza não concorda com isso, vc se ferir e se privar de coisas por si ou pelos outros...

    Penso q tudo na vida segue seu curso natural e não é se privando de qualquer coisa por uma promessa que as coisas vão mudar... Acho até que em seu caso, qdo vem uma promessa como a da Babbi que é uma pessoa que vc ama absurdamente e sabe que ama esses "prazeres da carne"vc acaba até por se sentir culpada de acabar privando suas vontades, o q te angustia + ainda. Bom, eu me sentiria assim pelo menos...


    Enfim, só quero dizer que concordo com cada linha!


  2. Lara Amaral Says:

    Que lindo poema, tia. Verdadeiro, vindo, principalmente de uma situação verdadeira. Não sei o que te dizer, além de pedir que seu dia seja bom e que possa ser feliz em seu aniversário, apesar das notícias desagradáveis.

    Beijos, te adoro.


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou