Colhendo acerolas no pé

          Passo muito tempo em casa e minha mãe também. Quando ela vem falar comigo é  uma surpresa gostosa, pois ela está sempre inventando alguma novidade. Às vezes ela começa a falar de um passado distante e seus olhos parecem perdidos em lembranças que são apenas dela. Eu a deixo falar e de vez em quando pergunto alguma coisa na tentativa de participar um pouco do seu mundo interior. Outras vezes ela vem dar alguma notícia bombástica do que acabou de ouvir na TV e quer compartilhar. Ela dá notícia de tudo: assiste o jornal, fica atenta as fofocas contadas nestes programas transmitidos durante a tarde na televisão e se diverte conversando sobre o assunto.

minha mãe e sua galinha de estimação

          Hoje a tarde eu estava deitada tirando um cochilo quando ela chegou carregando um pedaço de cano  de PVC com uma sacola de plástico amarrada numa das pontas. Ela entrou  rindo na sala, se divertindo com o que iria me contar. Levantei do sofá rindo também, só esperando ouvir a novidade do dia. Ela me olhou com a melhor cara do mundo e disse: "olha só o que inventei para pegar acerola no pé!" Dei uma gostosa gargalhada e disse-lhe que tinha achado muito criativa sua mais recente invenção, pois sei o quanto ela adora colher frutas no pé, mas também sei o quanto ela detesta pegar acerola e ficar com o corpo pinicando. Alguém já tentou colher acerola no pé? É infernal, pois os braços ficam coçando a beça.


          Há algum tempo ela  já tinha arranjado um cano para pegar as frutas, mas agora ela aperfeiçoou a invenção. Ela arrumou um cano um pouco mais largo e amarrou a sacola plástica, assim a fruta já cai direto dentro da sacola que depois de cheia só precisa ser desamarrada. Ela não precisa mais ficar colhendo os frutinhos no chão. Minha veinha é muito criativa. 
          Falei: "preciso tirar uma foto sua e de sua invenção" e ela como sempre retrucou: "prá quê?" mas eu sei muito bem o quanto ela gosta que eu a fotografe aprontando das suas. Ela adora saber que coloquei sua foto no facebook e que as pessoas conhecidas fizeram algum comentário. É seu tantinho de vaidade... 
          Minha mãe também é muito talentosa e caprichosa com tudo o que se propõe fazer. Ela está com 85 anos e até hoje costura fazendo lindas colchas de patch work. As sobrinhas de tecido ela vai juntando numa caixa para depois costurar e fazer colchas de retalhos coloridos. Eu só durmo usando uma colcha de retalhos feita por ela. Acho que a maioria das pessoas que ela gosta já ganhou uma de presente.
          Acho minha mãe uma figura! Ela é nota 10.
2 Responses
  1. Anônimo Says:

    Adorei as aventuras de sua mãe e a galinha de estimação - figuraças!
    Andei me atualizando aqui no seu blog e imagina a vontade que fiquei de mergulhar nas águas geladas da ilha do padre.
    Não sei se o meu comentário sobre o bolo de cenoura apareceu, mas minha mãe sempre fazia para me recepcionar - agora não tem mais.
    Mas é a vida: sábio quem aproveita!
    Bjocas.
    Jô - Jorgina Leite


  2. Lou Says:

    Minha mãe e seus bichos de estimação rendem textos originais e engraçados.
    Procure visitar Bonito nos meses de abril, maio ou setembro pq segundo a dona da pousada onde fiquei hospedada são os meses mais frescos do ano.
    Sua mãe sabia das coisas. Ela, sem dúvida, foi uma pessoa muito especial.
    beijinhos carinhosos para você da sua amiga Lou


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou