Viagem de ônibus entre Montevideo e Punta del Este


         No dia 5 de outubro, depois do café da manhã, fizemos nosso check out, deixamos as malas guardadas no hotel e saímos com uma malinha de mão com destino a rodoviária para irmos a Punta del Este. Ficamos dois dias na cidade.
            O tempo estava nublado, mas a temperatura era agradável. O táxi do nosso hotel até a rodoviária custou 120 pesos, o equivalente a mais ou menos R$ 12,00 (doze reais). Considerada a distância, uma pechincha comparado aos preços cobrados em Brasília.


            Duas empresas de ônibus fazem o percurso entre Montevideo e Punta del Este: a Copsa e a Cot. Os ônibus saem a cada 30 minutos, mais ou menos.  A passagem custou 200 pesos, incluindo a taxa de embarque; e o tempo de viagem direta foi de exatamente duas horas. Dormi que nem vi o tempo passar e quando dei conta o ônibus já estava estacionando na rodoviária.
            Nosso hotel era o Remanso e ficava bem pertinho da rodoviária. Aliás, Punta não tem nada muito longe, pois a cidade é pequena.


            Punta del Este está localizada no departamento de Maldonado no Uruguai, e é considerado um dos dez balneários de luxo mais famosos do mundo (e caro... mas bota caro nisto, pelo menos para o meu bolso). A característica da cidade, que está numa estreita faixa de terra e areia, é a  sua localização: entre o Oceano Atlântico e o Rio da Prata. A posição geográfica (próximo de Montevideo e entre o rio e o mar) reúne em Punta todos os elementos necessários para o sucesso de um balneário: tem praias de águas calmas, que é a praia de rio; e praia de mar, a Praia Brava. Além disto a cidade oferece muitas e variadas lojas de grifes, cassinos e uma intensa vida noturna (Punta é uma cidade da noite). Outra coisa boa em Punta é a gastronomia. A comida é ótima e é muito grande a variedade de restaurantes na cidade.


            Assim que fizemos o check in deixamos as malas no quarto e saímos para almoçar. Nosso apartamento no hotel Remanso, diferente daquele que nos hospedamos em Montevideo, era pequeno e acanhado, e ainda por cima o piso era de carpete, que eu detesto. Não sei quem foi o infeliz que teve a idéia de inventar um piso nojento como o carpete. Além de ser a coisa mais anti-higiênica que pode existir, serve apenas  para provocar alergias.


Optamos por um restaurante na beira da Praia Mansa e acertamos em cheio, pois a comida e o vinho estavam deliciosos. Depois do almoço fomos caminhar no calçadão e deixamos o tempo passar sem pressa. Caminhamos até o ponto da praia onde acontece o encontro das águas do Oceano Atlântico e o Rio da Prata (fica próximo do local onde tiramos a foto abaixo). E depois voltamos caminhando até a escultura dos famosos dedos na praia, mais próximo do nosso hotel.







1 Response
  1. Anônimo Says:

    Mama, qro conhecer Punta agora!


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou