Vovó Dolores em Atividade
















Acorda bem cedo e varre o jardim
Recolhe as folhas jogadas pelo vento
E as sobras das queimadas caídas no chão.
Sem pressa rega os canteiros e
O beija-flor, acostumado com a ducha fina
Baila sem medo na chuvinha fresca
Feita sob medida para ele.
Pássaros reclamam pelas frutas frescas
Que ela ainda não colocou nos pratos pendurados na pitangueira.
Em seguida vai cuidar dos passarinhos que estão nas gaiolas
Eles nunca conheceram a liberdade, e mesmo com as portas
Abertas não se aventuram soltos no ar.
As gaiolas são grandes e espaçosas,
Mas ainda assim são feitas de grades
Coitados, não fizeram nada errado para viverem uma vida presos
Mesmo que sejam em gaiolas douradas.
Mais tarde vai para o quarto de costura
Escolher os tecidos para montar outra colcha
Decide as cores e padrões, corta paciente cada pedacinho do patchwork
Devagar vai montando o desenho
E uma nova colcha de retalhos vai sendo costurada com carinho
É mais um presente para alguém especial
Que mora no coração da Dolorinha,
Uma idosa com mais de oitenta anos.
2 Responses
  1. Que vó mais linda e esperta que DEUS a conserve assim !!!!!!!!! Fiquei até com saudades da minha que também parecia uma abelhinha à trabalhar o dia todo em prol dos outros. Tudo em nome do amor e carinho ao próximo.


  2. Lara Amaral Says:

    Que doce poema para essa vozinha querida que é a Dolores.

    Beijos.


Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. bjs Lou